Diário de bordo. Vale do Capão/BA - 10.03.21 - 20:32| amor, tem coisa que não me cabe

amor, tem coisa que não me cabe

hora é o copo que tá meio cheio

hora é o corpo que explode.

tem coisa que é sua e me invade

sai atravessando meu peito

e eu fico toda sem jeito

de dizer que

amor, tem coisa que assim não me cabe

imersa. teu mundo me apresenta novas realidades

e eu sucumbo quando você me entra

pelos meus templos, pelos e portais

e transbordando todas as portas se abrem

e no âmago do meu ser tudo que é teu me cabe


imensa. todas as tuas dores se sentam comigo

faço um chá de capim santo e você bola um cigarro

estou escorrendo pelas bordas

preparando terreno

quando o sertão do seu mundo me invade


e se chove é bom que fertiliza a terra mas logo em seguida as nuvens se fecham

e vivemos dias de tempestades

e quando o sol vem é bom que nadamos nus

as flores brotam e a noite vemos estrelas

mas no dia seguinte tudo seca. tudo é recuo. dúvida e vontade.

hora é o copo que tá meio cheio

hora é o corpo que explode

tem coisa que é demais amor,

tem coisa que não me cabe.



13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo